Atividades Recentes

  • prometi pra galera do trampo
    que arrumaria um presépio esse ano.
    não: ninguém me pediu um presépio,
    eu ofereci e não sei se eles querem.
    vou fazer um presépio com as próprias mãos
    (o pior feito por mãos hu […]

  • possuía o super poder do controle
    sobre a matéria do próprio corpo
    possuía o super poder do controle
    sobre a matéria do próprio pensamento
    possuía o super poder do controle
    sobre a matéria do próprio […]

  • Havia na terra de Mim muitos seres
    que pouco ou nada em comum possuíam
    mas prevalecia o respeito:
    sim, cada um deles falava a seu tempo.

    Havia um homem chamado fernando
    que os outros tomaram por líder mas e […]

  • na noite do amanhã opcional
    à mesa eu trarei uma balança
    pra procurar um grama de esperança
    no peito que eu ostento estrelado.
    pois, apesar das glórias do passado,
    não ouso esperar paz do meu futur […]

  • quando me sinto sozinho
    minha barriga esquenta
    minha testa fica cinza
    meu bilau fica magenta
    vago altivo pela rua
    misto de vadio e rei
    ou gasto o que não tenho
    em produtos do Ebay
    abro a rede social
    e […]

  • eu sou um temor eterno
    de tudo que o mundo pisa
    da mais forte das mulheres
    à torta torre de pisa –
    que vai cair e matar
    meu eu sempre distraído
    pois ao pé dela eu choro
    ingrato por ter nascido.

    eu sou um […]

  • há um fio de cabelo no céu da minha boca
    e ele não é meu
    e por isso meu amor não me conheceu
    nisso fiquei louca

    eu acordo no meio da noite e a porta
    toda entreaberta
    com meu pé descoberto procu […]

  • quero que a medida desse mundo seja o passo
    pelo menos nos pedaços de chão duro
    que a braçada meça os alagados e que o riso
    meça os dias muitos que teremos juntos
    que os abraços meçam frio e que as colher […]

  • Anaxandra se batia para achar o matiz certo
    traiçoeiro o mar aberto
    a si camaleonava
    de acordo com a dança de Apolo pelo céu

    variava do turquesa ao mais brasil tom do mel

    muito à areia sentava, que […]

  • a moça do ônibus
    olha pra cá e eu penso
    “hoje te pertenço”

  • há os que às moitas se lançam
    fugindo do fim que os busca ao encalço
    há os que correm, que fogem
    e não se entregam enquanto há espaço
    há os que fincam os dedos
    descalços no solo e brandindo o aço
    grit […]

  • arrastadas as folhas pelo vento
    não se sabem perdidas/inseguras
    só se deixam levar bem satisfeitas;

    apodrecem nos cantos dos asfaltos
    ostracismo abraçam a contento –
    mas virar pó num pote de cimento
    os alt […]

  • outra vez a criação me procura humilhar
    dessa vez
    quase mil
    os mosquitos.
    uma tela os protege de mim e
    com asas soberbas me zombam deitado.

    afiando os dentes na tela
    (para eles grade)
    me xingam v […]

  • Por MATILDE CAMPILHO (-suspiro-)

    A saudade é um batimento que rebenta assim
    vinte e oito vezes desde meu ombro tatuado
    de desastre até à rosa pendurada em sua boca

    E o amor, neste caso específico, é um m […]

  • imagine se deus
    pra chocar os ateus
    desse fim à ponte Golden Gate
    com seus dentes imensos ou imensuráveis
    mordendo-a pra longe da base
    atirando os carros pra dentro
    da corrente fria das águas do est […]

  • Autorretrato (Ré-menor), óleo em tela.

  • um vale com água até o pescoço
    acaba e começa na faixa de areia
    a que chamam praia os homens
    que à língua do velho camões dizem sua

    no fundo do vale estão pregos e
    vaso […]

  • do canto da boca me escorre um caldo que se não me escorre me afoga
    (preenchendo os furos da cara e os regos do córtex dessa cabeça)
    e passa do queixo e pinga formando uma poça de formato estranho
    me lembra um […]

  • Fernando Tomin escreveu um novo post, Valor 1 ano atrás

    Ajoelhado no meio da suja e hipotética praça
    simulou merecer a moeda que logo viria
    a entregar satisfeito a um novo e temível Caronte.
    E com toda certeza e nenhuma pensou, falo à fronte,
    que o banco a que jun […]

  • Recebi ontem vários exemplares da antologia do V Prêmio Literário Portal Amigos do Livro 2015. Os livros chegaram como legítimas dádivas da serendipidade e me deixaram bastante contente. É sempre saudável ver seu […]

  • Carregar mais